Expofruit - Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada. Venha Conhecer o Precioso Sabor da Nossa Região.

A Expofruit

Sucesso de arregalar os olhos.

Atuante no mercado desde 1993, a Expofruit reúne os setores público, privado e acadêmico com o objetivo de mover a fruticultura tropical do país, tornando-se um agente facilitador para o sucesso do segmento no caminho de novos negócios. Tudo por meio da apresentação de Soluções para Produção e Logística, da Normatização e Regulamentação dos Processos Produtivos e de Comercialização e das Ações Políticas nos Fóruns de Comércio Mundial. O resultado disso? A consolidação do Brasil no setor para o mundo inteiro.

Eye-popping success.

Operating in the market since 1993, Expofruit brings together the public, private and academic sectors with the aim of driving Brazil’s tropical fruit growing, becoming a facilitating agent for the success of the segment on the path of new business. All this through the performance of Solutions for Production and Logistics, Standardization and Regulation of Production and Marketing Processes and Political Actions in World Trade Forums. The result of this? Brazil’s consolidation in the sector worldwide.

Éxito alucinante.

Trabajando en el mercado desde 1993, Expofruit reúne a los sectores público, privado y académico con el fin de movilizar la fruticultura tropical del país, convirtiéndose en un agente facilitador del éxito del sector en el camino hacia nuevos negocios. Todo mediante la presentación de Soluciones para Producción y Logística, de la Estandarización y Regulación de Procesos Productivos y de Comercialización y de las Acciones Políticas en los Foros de Comercio Mundial. ¿Cuál es el resultado? La consolidación de Brasil en el sector para todo el mundo.

Do Brasil para o mundo. Inclusive para o país mais populoso do planeta.

Com a população mundial cada vez mais interessada em manter hábitos saudáveis, o consumo de frutas vem crescendo em larga escala. A fruticultura brasileira, por exemplo, exporta melões, melancias, mamões e mangas para 5 continentes. A mais recente parceria do Brasil foi oficializada com a China, país que, só em 2017, importou 4,4 milhões de toneladas de frutas frescas. Agora, os melões do RN irão bater no outro lado do mundo e o crescimento de 41,8%, obtido entre 2018 e 2019 com todas as exportações desse setor, irá aumentar ainda mais.

From Brazil to the world. Even to the most populous country on the planet.

With the world’s population increasingly interested in healthy habits, fruit consumption has been growing on a large scale. Brazilian fruit farming, for example, exports melons, watermelons, papayas and mangoes to five continents. Brazil's most recent partnership was made official with China, a country that, in 2017 alone, imported 4.4 million tons of fresh fruit. Now, the other side of the world will get to enjoy melons from Rio Grande do Norte state; the 41.8% growth, obtained between 2018 and 2019 with all exports in this sector, will increase even more. De Brasil al mundo. Incluso hacia el país más poblado del planeta.

De Brasil al mundo. Incluso hacia el país más poblado del planeta.

Con la población mundial cada vez más interesada en mantener hábitos saludables, el consumo de frutas ha ido creciendo a gran escala. La fruticultura brasileña, por ejemplo, exporta melones, sandías, papayas y mangos a los 5 continentes. La última asociación de Brasil se hizo oficial con China, un país que solo en 2017 importó 4,4 millones de toneladas de frutas frescas. Ahora, los melones de Rio Grande do Norte llegarán al otro lado del mundo y el crecimiento del 41,8 %, que se obtuvo entre 2018 y 2019 con todas las exportaciones en este sector, aumentará aún más.

Resultados tão impressionantes quanto a grande Muralha da China.

Ano após ano, a fruticultura tropical brasileira cresce e é reconhecida no mundo todo. O crescimento nas exportações de melão, por exemplo, influenciou o resultado do saldo da balança comercial do RN no ano passado, que encerrou com um superávit recorde de US$ 178 milhões, o melhor dos últimos 5 anos. As exportações chegaram a um total de US$ 345,8 milhões, um crescimento de receita da ordem de 25,5% em comparação com 2018, quando foi exportado uma soma de US$ 275,4 milhões. Excelentes números, que só atraem ainda mais sucesso.

Results as impressive as the great Wall of China.

Year after year, Brazilian tropical fruit farming keeps growing and becomes more and more recognized all over the world. The growth in melon exports, for example, influenced the result of Rio Grande do Norte state’s trade balance last year, which ended with a record surplus of USD 178 million, a record high of the last five years. Exports totaled USD 345.8 million, a 25.5% increase in revenue compared to 2018, when a sum of USD 275.4 million was exported. Excellent numbers, which only attract even more success. Resultados tan impresionantes como la Gran Muralla China.

Resultados tan impresionantes como la Gran Muralla China.

Año tras año, la fruticultura tropical brasileña crece y es reconocida a nivel mundial. El crecimiento de las exportaciones de melón, por ejemplo, influyó en el resultado de la balanza comercial de Rio Grande do Norte el año pasado, que cerró con un superávit récord de USD 178 millones, el mejor en los últimos 5 años. Las exportaciones alcanzaron un total de USD 345,8 millones, un crecimiento de los ingresos de aproximadamente 25,5 % en comparación con 2018, cuando se exportó una suma de USD 275,4 millones. Excelentes números, que solo atraen aún más éxito

Perfil do público da Expofruit.

Produtores | Empresários | Importadores | Exportadores | Atacadistas | Distribuidores | Supermercadistas | Varejistas | Pesquisadores | Universitários

Profile of the Expofruit audience.

Producers | Entrepreneurs | Importers | Exporters | Wholesalers | Distributors | Supermarkets | Retailers | Researchers | Universities

Perfil del público de Expofruit.

Productores | Empresarios | Importadores | Exportadores | Mayoristas | Distribuidores | Supermercados | Minoristas | Investigadores | Universitarios



HISTÓRICO

Com o objetivo de mostrar aos compradores e público a qualidade das frutas produzidas no Rio Grande do Norte e a realização de negócios que envolvessem o setor frutícola foi realizada, em 2013, a primeira Feira Nacional da Fruticultura Tropical – Fenafrut, na Escola Superior de Agricultura de Mossoró – ESAM, com a participação da Maisa, Frunorte e Agroknoll.

No decorrer dos anos a feira tomou uniformidade, e finalmente entre de 1998 e 2001, alcançou um patamar mais alto e um alcance maior de público. Com o crescimento o evento se firmou e passou a ser incluído no calendário estadual e nacional de eventos ligados ao agronegócio, dando uma grande contribuição no alavancamento das comercializações da fruticultura em nosso país.

Com o aumento das exportações, em 2002 o setor frutícola viu a necessidade de dar uma nova conjuntura a feira, e a mesma ser tornou a Feira Internacional da Fruticultura Tropical Irrigada – Expofruit. No ano seguinte, o evento passou a ser realizado no campus da UFERSA – Universidade Federal Rural do Semiárido, instituição onde se concentram os estudos e pesquisas voltadas à demanda do setor produtivo, se difundem novas técnicas de cultivo e forma-se um grande número de profissionais para o setor.

Em 2004, a organização da Expofruit montou uma horta de melão, carro-chefe das exportações do Rio Grande do Norte, para apresentar aos visitantes as etapas do cultivo da fruta. Diante do aumento na procura por estandes, em 2005, os organizadores da Expofruit ampliaram a área da feira em 50 m². Também foi realizada arrecadação de mais de 370 kg de alimentos não-perecíveis para o programa social “Mesa Brasil”. Neste ano a feira teve como tema: “A fruticultura potiguar ganhando o mundo”.

Como o tema “Fruta. Um negócio que faz bem”, o Comitê de Fruticultura do RN - Coex recebeu uma Moção de Aplauso da Câmara Municipal de Mossoró pela realização do evento em 2006. Em 2007, pela primeira vez a Rodada de Negócios Nacional e Internacional da feira registrou uma negociação efetiva durante o evento. Compradores da França, Itália, Alemanha, Espanha, Holanda, República Tcheca, Bélgica, Noruega e EUA estiveram entre os 22 países que participaram da rodada de negócios da Expofruit. A feira, que teve como tema - “Fruta, a receita para uma vida saudável”, trouxe entre as novidades, a apresentação da tecnologia PAIS - Produção Agroecológica Integrada Sustentável - voltada para agricultura familiar e a implantação da agricultura sustentável integrada, além da apresentação da melancia quadrada.

A Expofruit 2008 foi realizada em parceria com APAE-Mossoró e o SENAI e promoveu o projeto “Reciclando para Cidadania”. A ação contribuiu para a limpeza da cidade com o recolhimento do lixo produzido durante a feira e a destinação dos resíduos para reciclagem. A Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha (AHK) e o presidente da Câmara de Comércio e Indústria Brasil - Mauritânia participaram do evento. Nesta edição o tema foi: “Nossa fruta chama atenção do mundo faz tempo”.

O destaque da Expofruit 2009 foi a realização do I Fórum da Fruticultura, que reuniu representantes de associações de frutas de todo o Brasil. No evento foi apresentada a Carta da Fruticultura com enfoque nas premissas e metas do setor. Também foi realizado o primeiro Festival Gastronômico Agrosabor. O evento teve como tema: “Fruta. Um pedaço do Brasil que gira o mundo”.

Em 2010, a feira teve como tema - “Misturas do Brasil, a origem dos sabores” e a Rodada de Negócios da Expofruit trouxe um formato diferente, com três dias para otimizar as negociações. Durante a feira, a Unidade Móvel da Embrapa do Ceará disponibilizou cursos gratuitos de processamento de frutas para os participantes. “A fruticultura sustentável deixa o mundo mais saudável” foi a abordagem do evento em 2011 que foi um sucesso e ultrapassou a marca de R$ 50 milhões na Rodada de Negócios.

No ano de 2012, pela primeira vez compradores norte-americanos participaram da Expofruit, por meio da PMA – Produce Marketing Assocition, organizadora da maior feira de fruticultura da América do Norte. Outro destaque foi uma maior presença dos pequenos agricultores, com a realização do VI Encontro da Agricultura Familiar. Para se aproximar da população mossoroense foram realizadas degustações de frutas pelas ruas de Mossoró. O tema foi: “Ganhar é o único resultado, quando se aposta na fruticultura”.

Em 2014, a Expofruit ganhou um novo formato, passando a ser bienal e a ser realizada no início da safra das frutas na região. O tema desta edição foi “Venha conhecer o precioso sabor da nossa região”. Uma das novidades das rodadas de negócios foi a possibilidade das empresas ofertantes exporem seus produtos em balcões, que foram visitados pelas empresas compradoras. A feira de 2014 gerou cerca de US$ 22 bilhões em negócios.

A edição realizada em 2016 teve como tema: "Mais Longevidade para você e seus Negócios" e comemorou vinte anos de realização da feira. A novidade ficou por conta de um enfoque mais regional na rodada de negócios e a presença de dezoito redes de supermercado do Rio Grande do Norte, que também participaram do Seminário Hortifruti: Mercado e Qualidade.

A última edição da Expofruit, em 2018, passou a ser realizada em um novo local, a Estação da Artes Elizeu Ventania, no centro da cidade de Mossoró e teve como tema: "Todo mundo vê o desenvolvimento da fruticultura. Está estampado em nossa cara".

Voltar
Inscreva-se no Expofruit 2021